2.

Estou cansada. E não quero mais. E se queres que te diga, também não vou suportar mais. Não tenho que o fazer pois não? Chega de fazer remendos por cima de remendos, neste estúpido coração. Chega de o sufocar com tantas ligaduras e com tantas betadines. Chega de o desinfectar com álcool, com água oxigenada, com o que quer que seja! Eu preciso de o deixar fluir. Preciso de o libertar deste amor, desta dor que o consome. Não aguento mais as farpas, os medos, as inseguranças. Tenho medo. Tenho muito medo. Sempre tive. E o que custa mais, no meio disto tudo, é saber que não fizeste nada para me abafar os medos. Permaneceste impávido, sem que nada te conseguisse abalar. E eu chorei. Todas as noites, em segredo e entre soluçares descontrolados. Quiseste saber de mim em alguma delas? Não. Mas depois voltas, todo repimpado, como se nada se passasse. E esperas de mim, aquilo que eu já não sou capaz de te dar: carinho. Não posso, não quero, e não vou permitir que me amarres o coração à boca, e que me faças mandá-lo fora. Está na hora de te abrir a porta, de te ver sair e de chorar as últimas lágrimas.

5 comentários:

SofiaM ' disse...

"Magoar alguém é transferir para outrém a degradação que temos em nós."// Simone Weil.

Não sei quem consegue magoar esse teu coração patricia mas se o fez propositadamente não merece o que tens para oferecer, força!

SofiaM ' disse...

Não tem mal querida (:
Fico feliz por as coisas estarem melhores, fico mesmo. Beijinho *

Maria Inês disse...

sinto-me exactamente assim :x
força, alguma coisa, estou aqui :') <3

Emanuela. disse...

obrigado pelo link (;
lindooo, adorei! muita força (: *

Lady Me disse...

E "eventualmente o coração deixa de doer", às vezes o melhor que se pode fazer é deixar ir, aquele que nos merece vai aparecer quando menos se espera.

Um beijinho e força e obrigada por me leres :)